Quem matou Eloá? é agraciado com prêmio Eder Mazini de Montagem
Segunda-feira, 5 de Dezembro de 2016
Receba Notícias
em seu e-mail:
Still2

O Memorial do Cinema Paulista realizou no último sábado, 03/12, em São Paulo, a Festa do Cinema 2016, evento que premiou várias personalidades e instituições da cinematografia paulista como Assunção Hernandes, Jean-Claude Bernardet, David Cardoso, Helena Ramos, Clery Cunha entre outros.

A cerimônia que aconteceu no Centro Cultural Olido contou com shows musicais, exibição de filmes, coquetel e distribuiu premiações para mais de 20 personalidades históricas do cinema paulista entre cineastas, atores, atrizes, produtores, críticos, professores e ensaístas.

Segundo o cineasta Diomédio Piskator, presidente do Memorial do Cinema Paulista “o objetivo é tornar a entidade mais conhecida e reafirmar a importância de se preservar a memória do nosso cinema. O Memorial existe com o intuito de resgatar e prestigiar a produção cinematográfica paulista”.

Além disso o evento promoveu o prêmio Eder Mazini de montagem, em homenagem à memória do montador que morreu no último mês de maio. O curta-metragem Quem matou Eloá? foi agraciado com este prêmio na categoria curta-metragem pelo trabalho das montadoras Cristina Müller e Lívia Perez, juntamente com os curtas O Sepulcro do Gato Preto, de Frederico Moreira e Kaneda Asfixia e Pele de Pássaro, de Clara Peltier. Já nas categorias média-metragem e longa-metragem foram premiados BabadaBoca, de Marcelo Colaiacovo e Nilson Primitivo, Cinema Novo, de Eryk Rocha, Fome, de Cristiano Burlan, Era o Hotel Cambridge, de Eliane Caffé e Tem Dono, de Thiago Fernandes e Tiago A. Neves

SOBRE O MEMORIAL

O Memorial do Cinema Paulista nasceu em 2011 com o intuito de preservar a memória da produção cinematográfica paulista, em especial a produção realizada no Centro Velho da cidade de São Paulo, em torno da estação ferroviária da Luz. Na localidade, se concentravam depósitos de mercadorias a serem despachadas para o interior do estado e outras regiões do país, através da via férrea e, a partir da década de 1920, instalaram-se empresas distribuidoras e produtoras de filmes, tornando a área conhecida como a Boca do Cinema.
Inicialmente formado por cineastas, pesquisadores, críticos, jornalistas, cineclubistas, cinéfilos e estudantes de cinema, o MEMORIAL visa atender à necessidade de um levantamento sistemático da filmografia ali produzida e da disponibilização de tais dados para o público, recuperando do esquecimento uma parte importante da história do cinema paulista, marcada por filmes que levaram milhões de espectadores aos cinemas, acumularam prêmios em festivais no Brasil e no exterior, levaram a cultura brasileira ao mundo.

Confiram o trailer de Quem matou Eloá?

DOCTELA: Rua Costa Aguiar, 2556 cep 04204-002 SP/SP, Brasil | tel (11) 2337 1358 | contato@doctela.com.br