Oficina de webdocumentário Korsakow

Essa oficina foi aplicada na programação de Agosto-Dezembro de 2011 das Oficinas Culturais Hilda Hilst, em Campinas. Clique aqui para conhecer o resultado.

O programa completo da oficina está disponível no Wikiversity.

Apresentação:

Este projeto propõe a realização de oficinas de webdocumentário apresentado e abordado essa ferramenta em seu âmbito teórico e prático. A oficina visa promover a divulgação do formato, fomentar o interesse do público, e incentivar agentes para a produção de conteúdos relevantes na web, através de um software simples e gratuito denomiando Korsakow.

Oficinas como essa já foram aplicadas em outros projetos, como o curso ministrado pelo artista, educador e usuário do software Korsakow, Adrian Miles na Universidade RMIT – Áustralia. O resultado de um semestre de engajamento de com o software Korsakow em suas aulas no departamento de mídia Integrated Media One foram mais de 27 webdocumentários desenvolvidos em Korsawow, que podem ser assistidos gratuitamente aqui.

O curso tem como público alvo pessoas acima de 16 anos que tenham interesse em novas linguagens e ferramentas alternativas para a produção audiovisual. As aulas são desenvolvidas em módulos, para uma turma de dez à trinta pessoas, de acordo com a estrutura disponível pela entidade contratante. A estrutura mínima necessária para a realização é sala, projetor e telão. Para registrar algum material em vídeo, os participantes são convidados a trazer seu próprio equipamento de captação de qualquer natureza, sem restrições em relação à qualidade de imagem (câmeras profissionais, amadoras, máquinas fotográficas, celulares, etc…).

Elementos Teóricos:

Para a apresentação e a difusão do modelo de webdocumentários, deve-se promover antes de tudo um breve debate acerca do documentário tradicional, procurando refletir sobre seu papel no campo do audiovisual. O objetivo é levantar algumas questões que sempre devem estar na mente dos realizadores de documentários, seja num formato cinematográfico, televisivo ou web.  Posteriormente, o webdocumentario deve ser apresentado como um novo campo para a representação do real, capaz de construir produtos transversais e inovadores, apropriando-se de forma inteligente de novas linguagens e recursos disponíveis na web.

Elementos Práticos:

A oficina apresenta o software Korsakow e orienta seu uso. É explicado o funcionamento, a história e o conceito do software, enquanto os alunos são orientados e recebem dicas de como utilizá-lo. Korsakow é um software para criação de narrativas não lineares, baseado em banco de dados, criado pelo diretor alemão Florian Thalhofer no ano 2000.

Por ser um software extremamente simples, leve, e didático, os participantes serão treinados recebendo dicas e experimentado as possibilidades da interface. Espera-se que esta introdução ao Software somada à abordagem teórica estimule os alunos no sentido de que eles criem seus próprios produtos culturais.

 

Planet Galata - Uma ponte em Istanbul

Planet Galata – Uma ponte em Istanbul, webdocumentário feito em Korsakow foi vencedor da mostra Doclab, do IDFA, prêmio dedicado a novos formatos do consagrado Festival Interancional de Documentários de Amsterdam

Justificativa:

O barateamento da tecnologia audiovisual possibilitou a integração de câmeras a celulares e a câmeras fotográficas possibilitando o amplo acesso a essas ferramentas de produção audiovisual. Temos assim um número sem igual de “possíveis produtores”. Com um pouco de orientação e estímulo podemos transformar esses “possíveis produtores” em novos produtores de uma produção cultural de conteúdo extremamente variado. Então esta oficina pretende estimular o potencial produtor de cada um, orientando e informando sobre as possibilidades da produção documentária. Para a distribuição de todo esse conteúdo a ser gerado, propõe-se uma nova e inusitada forma para a velha estratégia de divulgar na web.

Ao propor e discutir Webdocumentário necessariamente coloca-se em pauta as transformações comunicacionais promovidas na era digital. O Webdocumentário se apresenta como possibilidade democrática de produção de conteúdo cultural e questiona a participação do público, que aos olhos dos grandes conglomerados de audiovisual e mídia, ainda se resume à propagação de seus conteúdos de forma favorável e controlada. A interatividade do formato possibilita que canais e espaços de livre expressão se desvencilhem da onipresença de um cartel midiático. Ainda possibilita a resistência fundamental à homogeneização cultural e à redução intelectual dos trabalhos culturais ao nível de produtos comerciais, uma das características negativas mais preocupantes da globalização. Isto se torna questão altamente relevante quando se observa que atualmente, a agenda de idéias que circula no mundo está nas mãos de poucos conglomerados de empresas em um número restrito de países, exercendo influência sob as informações, necessidades, demandas e estilos de entretenimento dos países em desenvolvimento. Portanto, compreender e analisar o papel que desempenham esses novos conteúdos, e como eles afetam os processos culturais e o patrimônio humano é uma das reflexões mais importantes da contemporaneidade.

 

Conheça O Artista e a Praça, projeto desenvolvido no programa dessa oficina.
Saiba mais sobre o Korsakow aqui.
Saiba mais sobre webdocumentário aqui.

 


contato@doctela.com.br